É varejista e deseja aumentar suas vendas de luvas e máscaras? Está com receio do impacto da pandemia de coronavírus em sua receita? Nós temos um material perfeito para lhe auxiliar neste momento de incertezas!

A equipe da Supermax Brasil desenvolveu um e-book com 5 dicas preciosas para varejistas que desejam vender mais luvas e máscaras, incluindo tópicos que abrangem desde a exposição correta do seu produto até como realizar vendas online.

A crise de coronavírus não vai durar para sempre, mas seus impactos ainda continuarão por um tempo em nossas rotinas. Os hábitos de consumo mudaram e a tendência é que continuem se adaptando ao novo normal. Sendo assim, é importantíssimo que comerciantes e varejistas estejam preparados para atender o público e suas novas necessidades.

É justamente por isso que queremos ajudar nossos parceiros a manter a relevância no mercado de luvas e máscaras. E é também por isso que estamos disponibilizando esse e-book gratuitamente.

Se você quer estar por dentro das novas tendências e continuar vendendo ou até mesmo aumentar seus ganhos com luvas e máscaras, baixe agora mesmo nosso e-book de forma gratuita:

CLIQUE AQUI

O ar que respiramos possui muitos contaminantes suspensos, não somente vírus da gripe. Podemos observar que, mesmo após a pandemia de Covid-19, o uso de máscaras vai se tornar cada vez mais comum. Por isso, é importante conhecermos quais as máscaras disponíveis no mercado e quais as diferenças entre cada uma delas.

1. Quais as diferenças entre a máscara de tecido, a cirúrgica e a PFF2/N95?

As máscaras de tecido são utilizadas para minimizar a contaminação do ambiente com secreções respiratórias. Não possuem filtro mas reduzem o alcance um espirro ou tosse. Elas devem ser lavadas com água e sabão.

Já as máscaras cirúrgicas são indicadas para uso de Trabalhadores da Saúde, com objetivo de protegê-los e também a terceiros de infecções por inalação de gotículas maiores que micropartículas transmitidas a curta distância. As máscaras cirúrgicas possuem um elemento filtrante mas não oferecem proteção contra aerossóis.

Por fim, as máscaras PFF2/N95 são respiradores com capacidade de reter gotículas e contaminantes em forma de aerossóis. Elas oferecem vedação adequada sobre a face do usuário, proporcionando ainda mais proteção.

2. O que significam as siglas PFF1, PFF2 E PFF3?

PFF significa Peça Facial Filtrante. As siglas PFF1, PFF2 e PFF3 indicam o tipo de filtro contido na máscara. Classificações dos filtros segundo a FUNDACENTRO:

PFF1 / P1: Poeiras e/ou Névoas (aerossóis mecanicamente gerados)

PFF2 / P2: Agentes Biológicos e/ou Fumos (aerossóis termicamente gerados)

PFF3 / P3: Particulados altamente tóxicos (LT<0,05 mg/m³) e/ou de toxidez desconhecida

3. O que são névoas, poeiras e fumos?

As névoas são constituídas por gotículas de líquidos em suspensão na atmosfera. Já as poeiras são formadas quando um material sólido é quebrado, moído ou triturado e são as mais comuns em ambientes de trabalho. Os fumos são originados quando um metal ou plástico é fundido e resfriado, o que cria partículas que ficam suspensas no ar.

3. Mas e o vírus Covid-19?

De acordo com o Ministério da Saúde, o vírus Covid-19 é transmitido através de toque ou aperto de mão, gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro e objetos ou superfícies contaminadas.

A máscara PFF2/N-95 tem capacidade de proteger o usuário da contaminação por gotículas infectadas pelo coronavírus. Devem ser utilizadas em procedimentos com risco de geração de aerossóis como intubação ou aspiração traqueal, ventilação não invasiva, ressuscitação cardiopulmonar, ventilação manual antes da intubação, coletas de secreções nasotraqueais e broncoscopias.

4. O que significa dizer que a máscara PFF2 é um respirador sem manutenção?

Um respirador sem manutenção é um tipo de respirador que não deve ser alterado, higienizado ou aplicado qualquer tipo de manutenção. A própria peça facial é filtrante e descartável. Ele deve ser trocado sempre que se encontrar perfurado, rasgado, com elástico solto ou em qualquer outro caso de saturação.

5. Porque não tem válvula de exalação?

A válvula de exalação não é apropriada para ambientes propícios à contaminações, pois dá espaço para que gotículas infectadas sejam despejadas no ambiente.

6. Qual a diferença entre o respirador PFF2 e o N95?

Os respiradores PFF2 seguem a norma brasileira (ABNT/NBR 13698:1996) e europeia, apresentando eficiência mínima de filtração de 94%. Os respiradores N95 seguem a norma americana e apresentam eficiência mínima de filtração de 95%.

7. Para que serve o face shield?

O face shield complementa a proteção das máscaras, cobrindo todo o rosto e oferecendo mais segurança e conforto. Ele impede que gotículas sejam lançadas no ambiente ou inaladas pelo usuário.

Agora que você tirou várias dúvidas sobre as máscaras de proteção, confira as novidades no portfólio da Supermax Brasil: máscara PFF2 e face shield, produtos nacionais e à pronta-entrega. Entre em contato com nossa equipe de vendas e saiba mais: comercial@supermax-brasil.com ou 0800 600 8880.