Você sabia que a parte do corpo mais atingida em acidentes de trabalho no Brasil são os dedos? Entre 2012 e 2018 foram registrados mais de 833 mil casos envolvendo dedos e mais de 254 mil envolvendo mãos. O uso de luvas de proteção é importantíssimo e pode evitar muitos problemas.

Confira mais alguns dados sobre acidentes de trabalho e a importância do uso de luvas de proteção em nosso infográfico:

Infográfico Acidentes de trabalho e luvas de proteção

(Se preferir, baixe o PDF aqui)

Acompanhe mais conteúdos da Supermax Brasil em nossas redes sociais: Supermax Brasil no Facebook // @luvassupermax no Instagram

O “novo normal” pós-pandemia de coronavírus vai exigir um cuidado maior por parte de profissionais de todas as áreas. Muitos vão começar a aderir ao uso de luvas de proteção e outros vão redobrar a atenção na utilização deste Equipamento de Proteção Individual (EPI).

Confira alguns fatos e alguns mitos sobre a utilização de luvas de proteção:

Luvas descartáveis proporcionam maior custo-benefício: FATO

As luvas reutilizáveis, aquelas de borracha que você encontra nos supermercados, podem parecer mais econômicas, mas não se engane: o desperdício de água e material para higienizá-las após sua utilização acaba pesando na conta. Além disso, é necessário despender de mais tempo para fazer essa higienização, que poderia ser usado para continuar o fluxo de trabalho.

Quando você utiliza luvas descartáveis não precisa investir tempo nem recursos hídricos, basta utilizar e descartar da maneira correta. Ou seja, muito mais praticidade para seu dia a dia.

O uso de luvas substitui a higienização das mãos: FAKE

Mesmo com as mãos protegidas pelas luvas, é necessário sempre higienizá-las antes e depois de utilizar o EPI. Uma boa lavagem com água e sabão ou álcool gel 70% é essencial mesmo com o uso de luvas.

Luvas reutilizáveis de borracha podem proliferar bactérias: FATO

O uso constante de uma luva reutilizável pode acabar causando a proliferação de bactérias, fungos e vírus. Se o usuário entrar em contato com um desses agentes externos e a higienização interna e externa não for feita corretamente, a tendência é que os microorganismos patológicos se instalem na luva e se reproduzam.

Com as luvas descartáveis você evita este problema, elas são de uso único.

O pó usado nas luvas da Supermax causa alergia: FAKE

O pó presente nas luvas da Supermax é o amido de milho. Ao não ser que você tenha alergia especificamente ao amido de milho, ele não lhe causará nenhum tipo de irritação. O que realmente causa alergia é o látex e outros compostos químicos presentes nas luvas. O pó atua como um condutor, fazendo com que as mãos tenham ainda mais contato com o látex.

Para resolver este problema a Supermax tem em seu portfolio luvas Powder Free com baixíssimo teor de látex e também nitrílicas (fabricadas em borracha natural, portanto sem látex).

Luvas de látex possuem mais elasticidade que as de nitrilo: FATO

As luvas feitas de látex possuem mais elasticidade do que as de borracha nitrílica, mas não quer dizer que possuem mais ou menos qualidade e resistência. Esse é um fato ligado apenas à composição do material.

Agora que você já sabe alguns fatos e mitos sobre as luvas de proteção, conheça todos os produtos da Supermax Brasil e entre em contato agora mesmo com uma de nossas vendedoras para fazer seu orçamento.

As luvas Nitrilo Iginite foram desenvolvidas para serem utilizadas em trabalhos onde necessitem de uma luva mais grossa e resistente, como no segmento automotivo, construção civil e jardinagem, além disso, a luva Nitrilo Ignite é uma ótima opção para substituir as luvas de borracha, devido aos inúmeros benefícios que elas apresentam em sua usabilidade comparada às luvas de borrachas.

As luvas de Nitrilo comuns possuem uma espessura menor, por isso, são muito utilizadas na área da saúde, devido a sua flexibilidade e sensibilidade no tato. Suas usabilidades são comuns em atendimentos pré-hospitalares por médicos e enfermeiros, consultórios odontológicos, salões de beleza e estúdios de tatuagem.

As luvas Nitrilo Ignite da Supermax foram lançadas atendendo aos pedidos de nossos clientes, que precisavam de uma luva de Nitrilo com maior espessura e resistência e com a mesma sensibilidade e flexibilidade das outras luvas comuns. Dessa forma ampliamos os segmentos atendidos pelas luvas Supermax, atuando desde consultórios médicos até construções civis.

As luvas Nitrilo ignite já são comercializadas nos Estados Unidos, Canadá, Europa entre outros e atendem aos mais rigorosos padrões de qualidade internacionais. Agora elas chegam ao Brasil com a qualidade insuperável Supermax!

As luvas de proteção são de extrema importância tanto para os profissionais da área de saúde quanto para os pacientes.

As luvas de proteção, assim como a higienização das mãos, estão intimamente ligadas à prática clínica nos serviços de saúde.

O uso de luvas tem a finalidade de proteger as mãos dos profissionais da área de saúde do contato com sangue ou fluidos corporais que podem levar à contaminação. As luvas protegem também os pacientes, e reduzem o risco de transmissão de micro-organismos entre os pacientes e os profissionais da saúde.

Como escolher as luvas corretas 

As luvas de proteção são parte dos Equipamentos de Proteção individual (EPIs) e fazem o papel de uma barreira de proteção entre os microrganismos e as mãos dos profissionais da área de saúde.

A escolha do material e tipo de luvas mais apropriadas para cada função deve levar em conta uma avaliação de risco, que passa pelos seguintes fatores:

  • Quem está em risco (paciente ou profissional);
  • Necessidade de luvas estéreis ou não estéreis;
  • Atividade a ser realizada (asséptica ou não asséptica);
  • Potencial de exposição a sangue ou fluidos corporais potencialmente contaminados;
  • Total de tempo de utilização da luva;
  • Sensibilidade do paciente ou do profissional de saúde ao material da luva (látex, vinil, nitrilo).

Áreas que precisam de luvas

As luvas de proteção são obrigatórias em uma série de atividades, de salões de beleza a estúdios de tatuagem.

Algumas das principais áreas da saúde que utilizam luvas são:

  • Enfermagem
  • Odontologia
  • Laboratório
  • Fisioterapia
  • Equipe médica
  • Serviços de higiene
  • Serviços de nutrição

Sobre a Supermax

A Supermax é uma das líderes mundiais na fabricação e comercialização de luvas para a saúde e líder de vendas no segmento odontológico nos EUA.

Com um moderno Centro de Distribuição, certificado pela ANVISA em Boas Práticas de Armazenamento e Distribuição de Produtos para Saúde, a Supermax Brasil possui estoque com entrega imediata.

A área de armazenagem conta com controle de temperatura, umidade e luminosidade, preservando as características originais das embalagens e dos produtos.

Conheça aqui nossa linha de produtos.

Fonte:

As luvas de vinil são mais baratas, mas não oferecem a mesma proteção que as luvas de látex ou nitrilo.

Luvas de vinil são mais usadas na indústria de alimentos. Mais baratas, elas são menos resistentes e permitem menor ajuste se comparadas às de látex ou nitrilo.

Antes de optar por este ou aquele material de luvas de proteção, algumas perguntas devem ser feitas:

  • Como a luva será utilizada?
  • O fabricante é certificado e realiza testes com frequência?
  • Qual o risco de contaminação se houver contato?
  • Qual o custo?

Somente após responder a todas essas perguntas você deve escolher o tipo de luva ideal para suas necessidades.

As principais características das luvas de vinil são:

  • Ajuste fraco;
  • Sem látex;
  • Transparentes;
  • Protegem em situações de menor risco;
  • Antiestáticas;
  • Com ou sem pó;
  • Baixo custo.

Além da indústria de alimentos, as luvas de vinil também são utilizadas por profissionais das áreas de limpeza e de estética. Mas para estes últimos, não são as mais indicadas por questões de biossegurança.

De acordo com as normas da Vigilância Sanitária, os profissionais que atuam na área de estética e beleza devem fazer uso de equipamentos de proteção individual, como:

  • Luvas descartáveis;
  • Máscara descartável;
  • Touca descartável;
  • Jaleco de tecido resistente.

O uso destes equipamentos é fundamental, caso haja contato com sangue ou fluidos corpóreos. Sendo assim, procedimentos como manicure, pedicure, podologia, depilação, limpeza de pele, corte de cabelo e aplicação de produtos químicos devem seguir estas normas.

Nestes casos, os materiais mais aconselhados são as luvas de látex e nitrilo, pois oferecem uma proteção maior e permitem maior precisão nos movimentos.

Conhecer os pontos positivos e negativos de cada material é importante na hora de escolher a luva ideal. A saúde e a segurança dos profissionais e dos clientes devem ser sempre prioridade, em qualquer procedimento que envolva risco de contaminação.

Se você tem dúvidas sobre qual luva deve ser utilizada, nosso SAC está à disposição para lhe ajudar! Conheça ainda as opções que a Supermax traz para você em: www.supermax-brasil.com

Fontes:

http://canalsuperepi.com.br/luvas-de-procedimento-vinil-latex-nitrilica-procedimento-artigo/
https://www.mundoestetica.com.br/dicas/a-biosseguranca-em-estetica
http://www.biomedicinabrasil.com/2017/03/luvas-de-latex-nitrilicas-ou-de-vinil.html

A alergia ao látex atinge cerca de 4% da população. E os profissionais da área da saúde estão entre os grupos de risco.

Em pessoas mais sensíveis, o látex pode desencadear alergia pelo contato ou exposição aos produtos derivados da borracha natural. Cerca de 4% da população mundial é alérgica ao látex.

Profissionais da área da saúde estão entre os grupos de risco, já que em ambientes hospitalares o látex está presente em vários produtos, como:

  • Luvas cirúrgicas;
  • Máscaras de inalação;
  • Cateteres;
  • Torniquetes;
  • Drenos;
  • Sondas, entre outros.

No caso das luvas cirúrgicas, partículas do látex podem aderir ao pó contido nelas, aumentando a exposição e podendo atingir os olhos e nariz, provocando sintomas alérgicos.

São dois os tipos de alergias:

Dermatite alérgica de contato

Se a pessoa é alérgica, o organismo tem uma predisposição a reagir mal a determinadas substâncias. Após a exposição constante e o contato direto das mãos com essas substâncias, a alergia se manifesta.

Dermatite irritativa

Surge por conta da ação agressora de substâncias químicas mais fortes, como ácidos, formol, soda cáustica, entre outros. A diferença é que a inflamação acontecerá apenas na região exposta ao produto, não se estendendo pelas mãos.

A dermatite de contato é causada pelos compostos usados na industrialização da borracha, como os aceleradores e antioxidantes.

O látex é extraído da seiva da seringueira. Como é um produto vegetal, a alergia ao látex possui reações cruzadas com alguns tipos de alimentos, principalmente frutas. Cerca de metade das pessoas alérgicas ao látex são também alérgicas à banana, kiwi, abacate, maracujá, manga, abacaxi ou mamão.

Como evitar

A melhor maneira de evitar a alergia ao látex é não entrar em contato com produtos que o contém.

Para procedimentos não cirúrgicos, a Supermax desenvolveu a luva Látex Powder Free. Nela as proteínas do látex são extraídas até níveis muito baixos, e não contém pó. São ideais para pessoas com pré-disposição à alergia ao látex. Veja mais aqui:

http://supermax-brasil.com/wp-content/uploads/2017/06/lamina_supermax_powder_free.jpg

Outras opções são as luvas compostas por outros materiais, como o nitrilo.

Veja todos os modelos de luvas da Supermax aqui: http://supermax-brasil.com/index.php/produtos/

Fonte:

http://blogdalergia.blogspot.com.br/2006/11/alergia-ao-ltex.html

Conheça a história de Florence Nightingale e saiba por que ela virou o símbolo da enfermagem moderna.

Em 12 de maio de 1820, nascia em Florença na Itália, Florence Nightingale. Quase 200 anos depois, essa data é reconhecida como o Dia Internacional da Enfermagem. Mais do que isso: assim como nas formaturas de medicina os formandos fazem o juramento de Hipócrates, os novos enfermeiros prestam o juramento a Nightingale.

“Juro, livre e solenemente, dedicar minha vida profissional a serviço da pessoa humana, exercendo a enfermagem com consciência e dedicação; guardar sem desfalecimento os segredos que me forem confiados, respeitando a vida desde a concepção até a morte; não participar voluntariamente de atos que coloquem em risco a integridade física ou psíquica do ser humano; manter e elevar os ideais de minha profissão, obedecendo aos preceitos da ética e da moral, preservando sua honra, seu prestígio e suas tradições.”

Mas quem foi essa mulher e por que seu nome e nascimento viraram símbolos da enfermagem moderna?

Em uma Europa machista do século XIX, a maior aspiração de uma mulher era tornar-se uma esposa submissa. Florence Nightingale, rica e bem relacionada, já dominava com facilidade o inglês, francês, alemão, italiano, grego e latim. De família britânica, e tendo nascido na Itália, a versatilidade e capacidade de adaptação já fizeram parte de sua vida desde a mais tenra idade.

Tradicionalmente, o papel de enfermeira era exercido na maioria das vezes por prostitutas, como castigo. Foi nessa época, e nesse contexto, que Nightingale decidiu dedicar-se à caridade, e encontrou seu caminho na enfermagem.

Em 1846, ao ver um mendigo morrer numa enfermaria em Londres, Florence tornou-se ferrenha defensora de melhorias no tratamento médico. Logo passou a ter papel ativo na reforma da Lei do Pobres, que estendeu o papel do Estado para muito além do tratamento médico.

A Dama do Lampião

Todo super-herói precisa de um codinome e de um desafio à sua altura. O de Florence foi a guerra da Crimeia. Em 1854, Nightingale viajou para a Turquia para cuidar dos soldados ingleses feridos na guerra. Encontrou um hospital em péssimas condições, com poucos suprimentos, sujo, infestado de ratos e pulgas.

Florence logo tomou conta da situação e assumiu a direção do hospital. Era comum passar noites em claro cuidando dos soldados feridos. Assim surgiu seu apelido, e a Dama do Lampião passou a ser considerada uma heroína pelos ingleses após a guerra.

Em 1860, fundou a escola de enfermagem no Hospital St Thomas, hoje parte do King’s College de Londres. Em 1883, a rainha Vitória concedeu-lhe a Cruz Vermelha, e em 1907 Florence tornou-se a primeira mulher a receber a Ordem do Mérito.

Conheça mais sobre essa incrível mulher na página de seu museu em Londres: http://www.florence-nightingale.co.uk

A Supermax presta uma homenagem a Florence Nightingale e a todos os enfermeiros e enfermeiras do Brasil. Parabenizamos estes profissionais tão importantes que realizam seu trabalho com seriedade e dedicação.